sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Crianças em festa na Clinica Escola de Fisioterapia

Fisioterapia promove confraternização entre alunos e pacientes da Clínica-Escola

Em clima de festa e integração, alunos e professores do curso de Fisioterapia da Universidade Estadual da Paraíba realizaram, no último dia 28, uma confraternização com as crianças atendidas pela Clínica Escola de Fisioterapia da UEPB. O festejo, que também contou com os pais dos infantes, configurou-se como uma atividade extracurricular, integrante da disciplina “História e Fundamentos da Fisioterapia” do 1º período do curso.

Segundo a idealizadora, professora Cláudia Holanda, a ideia era criar os primeiros contatos dos recém egressos no curso com o público da clínica. “Utilizamos isso como uma técnica de aprofundamento vocacional, onde os estudantes, ainda no 1º ano, podem conhecer o perfil dos seus futuros pacientes”, comentou a professora.

Apesar da atividade não envolver precisamente a prática clínica, Cláudia explicou que a interação social com as crianças é permeada por cuidados especiais no acolhimento. Alguns dos pacientes sofrem com distúrbios motores, como a paralisia, e esse contato do aluno permite a confirmação da afinidade no que trata da profissão escolhida e auxilia, desde cedo, na melhor percepção dos estudos da Fisioterapia. “Quanto mais cedo a prática, melhor é o entendimento das teorias”, completou.

Para a estudante Erineide Dantas, o festejo foi tão proveitoso academicamente quanto uma aula. Ela apontou que a atividade uniu diversão, solidariedade e conhecimento. “Foi emocionante sentir a alegria das crianças na festa. Estou mais do que certa quanto a profissão que escolhi”, finalizou.

José Arnaud Jr


turma 2009.2

Professora Cláudia Holanda, coordenadora do projeto

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Reação do COFFITO/CREFITOS ao Ato médico

NOTA DE REPÚDIO E ADVERTÊNCIA PÚBLICA

SISTEMA COFFITO-CREFITOS


O Sistema COFFITO-CREFITOS, Autarquias Federais competentes para a normatização e fiscalização do exercício profissional da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional no Brasil, de acordo com a Lei Federal nº 6.316/75, REPUDIA, com veemência, qualquer tentativa pública ou privada de cerceamento do pleno exercício profissional do Fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional, em razão de interpretações corporativistas, desprovidas de qualquer embasamento jurídico, tendenciosas à indução ao erro, do projeto de lei 7703/06, aprovado pela Câmara Federal que disciplina o exercício da medicina.


O Sistema COFFITO-CREFITOS ADVERTE que, todas as prerrogativas e competências específicas desses profissionais estão garantidas pela Constituição da República, bem como, por terem sido, expressamente, resguardadas pela norma do parágrafo 7º do artigo 4º do referido projeto de lei (PL 7703/06), conforme se lê:


São resguardadas as competências específicas das profissões de assistente social, biólogo, biomédico, enfermeiro, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista, profissional de educação física, psicólogo, terapeuta ocupacional e técnico e tecnólogo de radiologia e das demais profissões da área da saúde.”


O sistema COFFITO-CREFITOS NOTIFICA toda a sociedade brasileira para que continue valendo-se dos serviços de Fisioterapia e de Terapia Ocupacional a partir da científica e legal elaboração do diagnóstico cinesiológico-funcional e terapêutico ocupacional e das respectivas prescrições fisioterapêuticas e terapêuticas ocupacionais, por FISIOTERAPEUTAS e por TERAPEUTAS OCUPACIONAIS, sendo certo que, adotará todas as medidas políticas, administrativas e judiciais que visam à garantia da dignidade plena das referidas profissões e a proteção da saúde integral da população brasileira. Notificamos ainda, que o referido projeto de lei será encaminhado para o senado federal e para a presidência da república, momento em que o atual PL poderá ser acolhido, rejeitado ou sofrer supressões de algumas partes do texto.


Brasília, 26 de Outubro de 2.009.



Fonte: COFFITO

terça-feira, 27 de outubro de 2009

De Olho no Congresso...

22/10/09 - Deputada luta por autonomia dos profissionais da saúde

A Câmara dos Deputados aprovou ontem (21/10) o PL 7703/06, conhecido como Ato Médico. A proposta define as atividades privativas de médico e as que podem ser realizadas por outros profissionais da área de saúde.

A deputada Gorete Pereira lutou para defender a autonomia dos profissionais do setor, esclarecendo não ser contra os médicos. “Acho que muitas profissões já foram regulamentadas e chegou a vez da medicina. Sou a favor da equipe multidisciplinar, onde os profissionais atuem conjuntamente para resolver os problemas da população”.

Em Plenário e insatisfeita com a votação da Comissão de Seguridade, a deputada disse: “queremos que prevaleçam os avanços obtidos nas outras comissões, em que a acupuntura, o diagnóstico nosológico e o cinésio-funcional foram reconhecidos como atividades não privativas dos médicos.” Gorete Pereira finalizou afirmando que os profissionais buscam tão somente autonomia e não hierarquia.


Fonte: www.goretepereira.com.br

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Fisioterapia no tratamento da Celulite

O tratamento da celulite é um processo demorado e estar relacionado em promover melhores condições fisiológicas para os adipócitos. Isto pode ser obtido através da adoção de medidas alimentares equilibradas e a prática de atividades físicas como hábito. Contudo, o uso de medidas de tratamento especializado, de ação local pode acelerar o tratamento (eletrolipólise, drenagem linfática, ultra - som, thermojet e pressojet ).


Atividades físicas


As atividades físicas indicadas são aquelas que promovam a queima de gorduras como exercícios aeróbicos, ao qual se incluem : caminhadas, corridas, bicicletas, natação, futebol, vôlei, ginástica aeróbica... Essas atividades necessitam de energia para a contração muscular e esta é ofertada através da degradação das gorduras e açúcares presentes no organismo. As gorduras fornecem mais energia que os açucares porém sua degradação é mais demorada, ao contrário dos açúcares - os primeiros a serem requisitados, necessitando assim que os exercícios sejam feitos por um intervalo de tempo maior ( mais de vinte minutos) para que então as gorduras possam entrar como fornecedoras de energia.


Condutas fisioterápicas.


Os princípios termoterápicos , eletroterápicos e massoterápicos são recursos disponíveis e utilizados pelos fisioterapeutas em clínicas especializadas para o tratamento da celulite. Este tratamento segue bases fisiológicas com atuação metabólica local o que a uma ação mais rápida no tratamento da celulite. São eles:


- Eletrolipoforese - uso de agulhas finíssimas, longas para conduzir uma corrente elétrica de baixa voltagem na região acometida. A corrente ajuda metabolizar as gorduras;


- Drenagem linfática - técnica de massoterapia com uso de cremes especiais nas áreas acometidas com intuito de aumentar a circulação e promover desintoxicação. Ajuda a drenar líquidos acumulados entre as células de gordura ;


- Ultra-som - método que utiliza a aplicação de ondas sonoras através de um cabeçote no local acometido para quebrar as gorduras retidas nos adipócitos. Sua ação também promove efeito anti-nflamatório ( combate as dores) e de aumento da circulação;


- Thermojet - uso do calor produzido pelos raios infravermelhos para estimular a corrente sangüínea e as reações metabólicas nos adipócitos;


- Pressojet - uso de botas térmicas até a altura da cintura que provocam uma massagem aquecida e assim promove uma drenagem linfática;


- Estimulação russa - aplicação de corrente elétrica na musculatura para promover contrações musculares. Geralmente se usa na região das nádegas e pernas;


- Endemologia - por meio de uma ventosa, a região acometida é massageada. Estimula a circulação e a desintoxicação;


- Termoliporedutor - a região acometida é embebida por um gel e depois, sobre ela, aplicada uma corrente elétrica que irá aquecela. A circulação fica ativada e as toxinas liberadas.


Fonte: InterFISIO

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Técnicas de fisioterapia são utilizadas em animais

A fisioterapia em animais ainda não é muito enfatizada nas faculdades

A acupuntura e a fisioterapia já fazem parte de diversos tratamentos de reabilitação e alívio de dores. Em animais, tais técnicas estão se tornando comum no mundo dos pets. Um exemplo é Elvis, de apenas 8 meses, um cão que recuperou os movimentos das patas traseiras, afetadas pelas sequelas neurológicas deixadas pela cinomose.


Para quem não sabe, a cinomose é uma doença altamente contagiosa entre cães e é causada por um vírus que atinge vários órgãos, em especial o sistema nervoso. Como a cinomose é uma doença agressiva, pode levar o animal à falência.


A fisioterapeuta e tutora do Portal Educação, Tatiana Leme, explica que a fisioterapia em animais ainda não é muito enfatizada nas faculdades, mas na prática já demonstra excelentes resultados em alguns tratamentos específicos.


Em contrapartida, profissionais da veterinária já utilizam a técnica na cura e reabilitação de alguns cães e gatos, como é o caso da médica veterinária Viviane Machado Pinto, que afirma que sempre é possível apostar na recuperação do animal. Em determinados casos, a acupuntura é aplicada para impedir a progressão de doenças.



Fonte: Assessoria de Comunicação - Portal Educação


Aos interessados, saibam que existe até livro sobre o assunto:


Segunda dia 26, não haverá aula na UEPB

Feriado do servidor público é antecipado
Secretário antecipa feriado que contempla servidor público estadual


O secretário de administração do Estado, Antonio Fernandes Neto, antecipou para próxima segunda-feira (26) o feriado consagrado ao servidor público do Estado da Paraíba, mantendo em funcionamento apenas os serviços essenciais.

O feriado marcado sempre no dia 28 de outubro, foi antecipado em virtude da data, este ano ser numa quarta-feira. A antecipação do feriado segue o projeto de lei aprovado pela Câmara dos deputados que antecipa para as segundas-feiras os feriados que ocorrem entre as terças e sextas-feiras.

A portaria de número 347 foi publicada na edição do Diário Oficial desta terça-feira (20).


Fonte: PB Agora

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Hérnia de Disco pode ocasionar aposentadoria precoce


Apesar de a lombalgia estar entre os principais motivos de licença médica, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, "poucas são as pessoas que se preocupam em fazer atividades físicas, como musculação e pilates, e manter uma postura correta no trabalho", segundo especialistas do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral. O fisioterapeuta osteopata Helder Montenegro explica que é importante tomar cuidados no trabalho para prevenir dores na coluna, LER e hérnias de disco. E entre os mais prejudicados por esses problemas estão dentistas, arquitetos, fisioterapeutas, carteiros, cabeleireiros, motoristas, mecânicos, secretárias, entre outros que passam muitas horas na mesma posição - sentados ou em posturas inadequadas.

De acordo com o fisioterapeuta, exagerar no carregamento de peso (acima de 10% do peso do indivíduo), ficar muito tempo em uma mesma posição, repetir os movimentos por muitas vezes durante o dia ou mesmo executar tarefas com o tronco para frente - postura que mais sobrecarrega os discos intervertebrais - são alguns dos fatores que devem ser evitados. "A recomendação para esses profissionais é a prevenção, mas quando o problema surge é preciso procurar um tratamento o quanto antes", explica Montenegro.


Para os profissionais que já sofrem com problemas na coluna e não querem se submeter a uma cirurgia, o tratamento convencional tem apresentado bons resultados. Segundo a Revista da Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos, somente 10% dos casos de hérnia de disco precisam de cirurgia. E, para os outros casos, tratamentos com fisioterapia aliada a exercícios de fortalecimento dos músculos posturais, podem ser eficazes, evitando a recidiva. Além disso, pode ser recomendado para esses pacientes o repouso e uso de analgésicos, anti-inflamatórios e anestésicos .


Fonte: http://boasaude.uol.com.br

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Homenagem Aos Fisioterapeutas... 13 de Outubro, nosso dia!

As Mãos do Fisioterapeuta
(Ronaldo Cunha Lima)


"Mãos que entendem e se estendem nos labores,
Silenciosas mãos de mil cansaços,
Que em contatos contidos, feito abraços,
Se enlaçam em lenitivo a tantas dores.
Mãos que acalmam, diante dos temores,
Calando o medo dos primeiros passos,
Correndo, prescientes, pernas, braços,
Que anseiam laços pelos seus favores.
São mãos que aos céus ascendem nos desvelos,
As mãos profissionais cheias de zelos
Que animam o amanhã nos dias seus.
Mãos mágicas, que à luz de um hermeneuta,
Refletem as mãos do fisioterapeuta,
Firmes na fé que vem das mãos de Deus."

domingo, 11 de outubro de 2009

Comunicado sobre o Dia do Servidor Público e Dia do Professor na UEPB

09-Oct-2009

Em comunicado oficial emitido nesta sexta-feira (9), a Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento da Universidade Estadual da Paraíba informa:

“O Conselho Superior Universitário da UEPB aprovou, em reunião ordinária, resolução transferindo as comemorações do Dia do Servidor Público na UEPB para o dia 30 de outubro de 2009. Isto implica que no dia 28 de outubro de 2009 as atividades serão desenvolvidas normalmente no âmbito da instituição e no dia 30, sexta-feira, será ponto facultativo.

A decisão foi fundamentada no fato de que desta forma as atividades não serão interrompidas com um ponto facultativo no meio da semana e na segunda-feira seguinte, dia 02 de novembro, quando acontecerá mais um feriado relativo ao Dia de Finados.

Quanto ao dia 15 de outubro próximo, alusivo ao Dia do (a) Professor (a), faz-se imperioso esclarecer e ressaltar, por oportuno, que esta data não consta no calendário universitário da UEPB como sendo feriado nem ponto facultativo, pois este sempre foi o tratamento dado ao longo da história desta Universidade.”

Prof. Antonio Guedes Rangel Junior
Pró-Reitor de Planejamento e Desenvolvimento


sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Benefícios da Equoterapia


De todos os animais, o cavalo é quem tem o número e distância do passo e deslocamento de anca mais parecido ao do homem. Este passo provoca dissociações dos quadris e ombros, rotação e movimentos em quem está montado.

A equoterapia é um método terapêutico que utiliza o cavalo na reabilitação de pacientes com necessidades especiais. "O método se baseia na movimentação rítmica e precisa do animal, permitindo o deslocamento tridimensional", afirmou Dione M. K. Santos, Terapeuta Ocupacional. Dione relata que seu interesse pela equoterapia surgiu quando morou na Itália; depois no Brasil sua formação se deu na Associação Nacional de Equoterapia (ANDE), em Brasília, desde então são mais de 12 anos dedicados a essa área.

A prática sobre o cavalo oferece benefícios diretos,como melhora na coordenação motora, melhora na consciência corporal, estruturação espacial e orientação temporal, equilíbrio, flexibilidade muscular, respiração e circulação, melhora a comunicação, memória, atenção, concentração, criatividade e improvisação.

"As sessões devem ter cerca de 30 minutos, nelas o paciente montado recebe de 1.800 a 2.200 ajustes tônicos", revela Dione. Silvia Mara, 26 anos, tem deficiência mental leve e transtorno bipolar, na equoterapia viu uma opção para sua recuperação. Hoje ela trabalha como atendente de uma biblioteca e fala fluente inglês e italiano. "A equoterapia ajudou minha recuperação", afirmou Silvia.

O pequeno Marcelo, 4 anos, tem sequela de paralisia cerebral, e o trabalho com o cavalo proporcionou melhora na sua coordenação, força e direção de movimentos. Dione lembra que para a realização da equoterapia é necessária uma avaliação médica; e são utilizados materiais específicos e os cavalos são apropriados para essa prática. Ela também explica que a equoterapia não substitui nenhuma outra terapia, mas sim acrescenta.

História

A utilização do cavalo na área de sude é tão antiga quanto a própria história da medicina. Sua origem data da antiga Grécia, onde Hipocrates refere-se a equitação como fator regenerador da saúde em seu livro "Das dietas". A 1ª guerra foi um fator que contribuiu para o desenvolvimento da equoterapia. Muitos soldados, acometidos com a guerra, foram motivados em sua reabilitação com esse tratamento. A equoterapia foi reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina em 9 de Abril de 1997, sendo incorporada ao arsenal de métodos e técnicas direcionadas aos programas de reabilitação de pessoas com necessidades especiais.

Áreas de aplicação da equoterapia

São diversas aplicações terapêuticas desta modalidade. As principais são as seguintes:

Hipoterapia: É a reabilitação de pessoas portadoras de deficiência física e/ou mental que não têm independência para se manter no cavalo sem ajuda.

Reeducação eqüestre: Com fins pedagógicos, utilizada na área educativa, indicada em distúrbios de aprendizagem, linguagem, déficit de atenção, hiperatividade, etc.

Pré-esportiva e esportiva: É um trabalho direcionado para atendimentos em grupos individuais, como objetivo de inserção na sociedade, através da equitação. O passo, trote e galope contribuem na organização espacial, equilíbrio, lateralização, concentração e coordenação motora grossa ou fina.

Fonte: Jornal Agora Paraná

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Ser Fisioterapeuta: o que isto tem a ver com o SUS?

A profissionalizacão em Fisioterapia não pode estar alheia ao sistema de saúde brasileiro. Não é imperioso ser um estudioso strcito sensu em SUS para perceber que este é o Modelo de atenção à saúde do Brasil. Ele não representa um sistema dentre outros, ele é o Único. Não é um Sistema para atender exclusivamente a uma determinada classe social, ele é universal.

Partindo destas obviedades, consideramos que todo e qualquer profissional de saúde deve ter uma formação fundamentada nos princípios e diretrizes que lastreiam o Sistema Único de Saúde. Levando-se em conta estes pressupostos, fica explícita a urgência de se aprofundar a afinidade do processo formativo em saúde com o mundo do trabalho em que este futuro trabalhador certamente deverá ser inserido. Nesta inserção, esta força de trabalho que tem na ação do produzir o cuidar de pessoas, é imprescindível e inquestionável o entendimento do sistema de saúde vigente.

Com esta preocupação, observa-se que passos respeitáveis e firmes estão sendo dados na direção de uma constituição profissional que atenda às demandas e prioridades do SUS e, consequentemente, da população brasileira. A Resolução CNE/CES 4, de 19 de fevereiro de 2002, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Fisioterapia, representa um marco no processo formativo dos fisioterapeutas brasileiros. Esta Resolução significa um instrumento norteador dos princípios e fundamentos que embasam a formação do fisioterapeuta para atuar em todos os níveis de “complexidade” e de prevenção, considerando obviamente os procedimentos individuais e coletivos.

Sendo a Fisioterapia uma área generalista do saber em saúde, não pode ser vista de forma reducionista, sendo definida muitas vezes apenas como uma, entre suas várias competências. Ainda é visível o déficit de fisioterapeutas na assistência à saúde da população, esta constatação vai de encontro ao principio da universalidade da atenção à saúde. Este fato é resultado de um conceito historicamente construído, o qual caracteriza o fisioterapeuta como aquele profissional que atua no centro ou clinica de reabilitação. Esta visão estreita marcou e ainda marca a identidade deste trabalhador em saúde, lhe aleijando por muito tempo da atenção primaria mesmo no papel de reabilitador e, como conseqüência, verifica-se a desassistência a população por parte deste profissional.

Há muito que ser feito no campo teórico-conceitual em Fisioterapia, e esta lacuna explícita deve se tornar um combustível vigoroso na busca do conhecimento. Observamos que são muitas as carências da população com relação às ações fisioterapeuticas em todos os níveis e, em particular na atenção básica ou primária. Esta carência de ações e procedimentos da Fisioterapia na atenção à saúde se associa ao pequeno engajamento histórico da categoria nas discussões referentes às políticas de saúde no Brasil.

Tomando por base estas questões pontuais, urge a necessidade de interação do processo formativo do fisioterapeuta com o modelo de atenção à saúde vigorante no país. Não podemos seguir em linha paralela na história, a Fisioterapia e suas ações devem ser partes integrantes do SUS, para que a população tenha uma assistência realmente integral e universal.

Assim, entendemos que o SUS não deve figurar como conteúdo apenas em algumas disciplinas, a exemplo de saúde pública, ele deve ir além, e ser o norteador de todo o caminhar da formação; porquanto, não se pode desvincular o trabalhador do trabalho. Este a fazer deve ser motivado pelo bem atender as pessoas que necessitam dos cuidados daquele que declarou se comprometer com a saúde da população.


Autor: Risomar da Silva Vieira.
Fisioterapeuta e Professor dos cursos de Fisioterapia da UNIPÊ e UEPB

sábado, 3 de outubro de 2009

Candidatos, cuidado, apertos de mão repetidos fazem mal.

Os políticos podem sofrer problemas não só nas mãos, mas também nas costas, na nuca, no pescoço ou nos ombros

Os candidatos à presidência dos Estados Unidos nas eleições de sete de novembro não estão gastando só a sola do sapato na campanha, arriscam também a saúde com os freqüentes apertos de mão para conquistar o eleitor, alertou hoje a Associação Americana de Terapia Ocupacional, uma das instituições mais conceituadas dos EUA no campo da Fisioterapia.


"O político em campanha aperta centenas de mãos por dia, qualquer atividade repetida continuamente caracteriza um movimento repetitivo", disse a presidente da associação, Karen Jacobs.


Segundo ela, os políticos podem sofrer problemas não só nas mãos mas também nas costas, na nuca, no pescoço ou nos ombros, porque essas partes do corpo desempenham funções importantes na hora do cumprimento.


Para reduzir esses problemas, a fisioterapeuta recomenda aos candidatos que mantenham o braço próximo ao corpo na hora do aperto de mão, com um ângulo de 90 graus no cotovelo, e que se esforcem para nunca elevar a mão acima do ombro durante um aperto de mão.


Karen recomenda aos candidatos que já experimentam desconforto ou dor, por causa dessa prática, a se adiantarem e abraçarem o eleitor antes do aperto de mão. "Assim eles criarão um contato mais próximo e pessoal sem os riscos daqueles apertos de mão que chegam a doer e esmagar os dedos".


A associação, que representa 52 mil terapeutas, também sugere exercícios de alongamento e relaxamento para ajudar os candidatos em longos dias de campanha.


Fonte: Fisioterapia Atual


Aí vai uma dica de como alongar os musculos da mão e do punho.


quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Prêmio Melhores Universidades Guia do Estudante: Pedagogia obteve 5 estrelas e Fisioterapia 4

Uma agradável notícia foi comemorada pelo Departamento de Educação da Universidade Estadual da Paraíba: a Editora Abril comunicou a conquista do selo de qualidade 5 Estrelas da publicação “Guia do Estudante Melhores Universidades 2009”, para o Curso de Pedagogia. O prêmio, realizado anualmente, avalia e conceitua diversos cursos de graduação e Instituições de Ensino Superior de todo o país.

[...]

Para a Pró-Reitora de Ensino de Graduação, professora Eliana Maia, esta premiação gera um momento cativante e de reflexão, servindo o Curso de Pedagogia de exemplo para os demais. “É um processo em que toda a Instituição passa, revendo e atualizando os projetos curriculares das graduações e aprimorando cada vez mais a qualificação docente. Como resultado, ganham todos, principalmente nossos alunos”, declarou Eliana.


[...]


Outros cursos da UEPB também participaram da avaliação recebendo 4 estrelas (Fisioterapia e Serviço Social) e 3 estrelas (Ciências Contábeis, Direito, Educação Física, Enfermagem, Estatística, Farmácia, Psicologia e Química). Este ano, participaram do levantamento 9.371 cursos superiores. A festa de premiação ocorrerá no dia 27 de outubro, no Memorial da América Latina, em São Paulo, e a 19º Edição do Guia do Estudante estará nas bancas a partir do dia 28 deste mês.


Prêmio Melhores Universidades 2009


De acordo com Simone Toledo, Analista de Informações Gerenciais da publicação Guia do Estudante, a Avaliação dos Cursos Superiores do Guia do Estudante ocorre há 18 anos, e nela são avaliados, de todo o país, os cursos de graduação com títulos de Bacharelado, com exceção de Pedagogia e Educação Física que são obrigatoriamente de Licenciatura, e que possuem turma formada há pelo menos um ano.


Após a seleção das graduações e instituições enquadradas nos pré-requisitos da premiação, ocorre a coleta de informações específicas do curso, como titulação do corpo docente e produção científica. A partir daí, um grupo de pareceristas especialistas na área pesquisada, formado por professores e pesquisadores universitários, classifica com os conceitos excelentes (cinco estrelas), muito bom (quatro estrelas), bom (três estrelas), além de regular e ruim, sendo somente divulgados os cursos com conceitos “Estrelas”. Ao final, todo o processo é acompanhado pelo Instituto IBOPE e auditado pela Pricewaterhouse Coopers.


Confira o selo >>> AQUI <<<

Fonte: www.uepb.edu.br

Gravidez Saudável


Gestantes adquirirem agilidade e muito mais disposição com Fisioterapia

Outro benefício dos exercícios específicos para a gravidez é o fortalecimento dos membros inferiores e superiores que irão auxiliar a futura mamãe após o nascimento do bebê. "Ela terá mais agilidade e disposição para carregar a criança no colo e amamentar", comenta a professora da Clínica de Fisioterapia do Cesumar, Alessandra Burkle.

Nas sessões de fisioterapia, as gestantes ainda recebem orientações sobre os cuidados com a mama. "Se o bico do peito for invertido, ensinamos algumas manobras que irão solucionar o problema", explica a professora.

Os exercícios de respiração, de condicionamento cardiovascular e a drenagem linfática também fazem parte das sessões de fisioterapia. As mesmas atividade trabalhadas no solo são feitas durante as aulas de hidroterapia. Os exercícios na água alongam a musculatura das pernas, assoalho pélvico e panturrilha.

As gestantes que optam pelo parto normal aprendem técnicas específicas para o trabalho de parto, principalmente de respiração. A fisioterapia também corrige a postura da gestante, que possui uma alteração própria do período gestacional.

A partir do terceiro mês de gravidez, a gestante já está apta para fazer a fisioterapia, desde que com autorização médica.

Dicas para as gestantes

Ao levantar da cama:

Apoie o braço esquerdo no colchão e com o braço direito à frente, apoie a palma da mão no colchão e utilize os dois braços para empurrar-se para cima, sempre na lateral.

Gire lentamente o corpo e sente-se na cama com os pés sobre o colchão.
Aproxime-se, ainda sentada, da lateral da cama e abaixe lentamente as pernas até tocar o chão com firmeza.

Coloque um pé para trás do outro, apóie as mãos nas coxas (perto dos joelhos) e empurre fazendo pressão sobre as pernas. Mantenha o pescoço para frente e as costas reta, empurre desde os pés e levante-se.

Para erguer uma criança pequena:

Coloque os pés um ao lado do outro, dobre os joelhos, abaixe-se e depois levante-se com as costas retas.

Ao carregar seu filho:

Mantenha o corpo reto, procure não se curvar muito e troque a criança de um braço para outro.

Evite levantar peso e esforços desnecessários, mas se precisar fazê-lo, sente-se agachada (de cócoras) mantendo as costas retas.
Evite abaixar os objetos pesados de locais altos. Suas costas se curvarão e você poderá perder o equilíbrio.

Solte a respiração enquanto ergue o peso.


Fonte: O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ